terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Resenha Nova LDB, Ranços e Avanços - Pedro Demo


          Para falar em educação neste país chamado Brasil, que como todos sabemos é analfabeto cultural e politicamente, é relativamente fácil. O grande problema é fazer funcionar na prática a educação. Talvez por ser um excelente professor, Darcy Ribeiro teve que se eleger senador para tentar fazer alguma coisa pelo ensino no Brasil, pois como político ele teria como “brigar” por seus ideais.
          Para citar só dois políticos que tentaram atrapalhar os intentos de Darcy, tivemos Fernando Collor, O Louco, e Fernando Henrique, O Enganador.
          Todo país depende da política para poder avançar, mas como no Brasil 99,9% dos políticos só pensam no seu bolso, nada melhora.
         Não adianta ECA (estatuto da criança e do adolescente), MEC (ministério da educação e cultura), se o próprio governo quer que seu povo seja analfabeto.
          Sabemos também que educação não pode ser panacéia do povo, pois num país com tantos problemas, também temos outras prioridades.
          Darcy Ribeiro, que foi o grande idealizador da LDB ( lei de diretrizes e bases), em dezembro de 1996, como dizemos na gíria, “malhou em ferro frio”, porque “uma andorinha só não faz verão”! Do que adiantam leis, artigos, incisos, parágrafos, alíneas se nada funciona? Desde a educação básica, até a educação superior, o ensino no Brasil é precário, porque os políticos deste país são adeptos da velha maiêutica de Sócrates, ou seja, de pão e circo à eles que está tudo certo.

           Dentro dos parâmetros que temos para mensurar, vemos que se você não tem uma boa base na educação, você pode ser u professor de razoável para bom, a não aqueles que têm o dom para o ensino, e dedicou-se a vida inteira pela educação do povo de seu país, como fez Darcy Ribeiro.
          O Congresso Nacional, que é sinônimo de bagunça, está pouco se lixando para a educação e para outras prioridades do país, pois só preocupam-se em “meter a mão no bolso do povo”.

          
          Em certo tempo, o Governo do Paraná instituiu em Faxina do Céu, a universidade do professor, que seria uma espécie de SPA pedagógico, que servia para reciclagem dos professores, mas como tudo é feito pela política neste país, aos poucos foi acabando, e hoje não passa de um grande sonho que acabou.
          Tantos escritores ao falarem de educação no Brasil têm advertido para a má gestão política, leis que não funcionam, sim, por que eles fazem as leis, publicam no Diário Oficial da União, instituem o Plano Nacional de Educação, falam que no Centro? Sul a educação é diferenciada, falam palavras difíceis como METODOLÓGICO PROPEDÊUTICO, mas todos nós sabemos que isso tudo é um enorme engodo para o povo brasileiro.
          Escritores como E.T. Silva, Werneck  Freitas, Frigotto, Carraher, Demo,Baraldi, entre outros tantos, já discorreram em seu livros sobre a grande bagunça que é a educação neste país, mas os governantes parecem não se importar com isso.
          Investimentos foram feitos na educação brasileira tanto pelo Banco Mundial, com por outros bancos, mas como num passe de mágica o dinheiro desaparece e tudo continua na mesma.
          O que podermos constatar com a LDB de Darcy Ribeiro, é que Lea foi criada para promover a educação, bem como um todo e favorecer ao povo brasileiro, mas na prática ela não funciona como tantas outras coisas. Para essa lei funcionar, tem que haver vontade política, mas nós sabemos que a vontade deles não é educar e instruir a nação.
    
         
         
           Aqui no Brasil o ensino básico é precário, e enquanto os professores forem relegados ao segundo e terceiro plano com salário miserável, infelizmente a educação não vai funcionar. O governo gosta de enganar a população, e com isso inventa programas, como bolsa escola, bolsa família, vale idoso, vale transporte, vale alimentação e outros tantos que só servem para nos ludibriar.
          Infelizmente não adianta ter pessoas com boas intenções para favorecer a educação, se o Congresso Nacional veta tantos projetos que são feitos em prol do povo.

          
O MEC, por exemplo, instituiu o Programa de Avaliação da Universidade Brasileira (PAIUB), mas também é só maquiagem.
          Professores de faculdades Públicas são favorecidos a darem 8 horas de aula semanais, ao passo que os de faculdade particulares, ficam na obrigação de até 12 hora/aula dia.
          São tantas invenções criadas pelos governantes que ao invés de avançarmos no tema educação, só nos atrasa mais. O poder público em nenhum momento incentiva a informática educativa.
          Outro ponto a ser abordado é o ensino é o ensino médio, que é tido e havido como a última etapa da educação básica, tornando-se simplesmente um curso de passagem. Nunca poderemos afirmar que ele é uma etapa final. Na verdade educação de crianças, jovens e adultos no Brasil é uma coisa tratada pelos governantes como uma grande piada.
          Os imensos ideais do professor Darcy Ribeiro, realmente não foram postos em prática. Darcy Ribeiro teria que viver pelo menos duzentos anos, pois só assim, talvez, ele pudesse incutir na cabeça desses políticos que realmente a cultura e a educação fortalecem um povo. Um país sem educação e cultura a nível mundial  é tido como terceiro mundo, e o Brasil nunca passará disso sem educação.
          .



9 comentários:

  1. Oi, como vai?
    Gostei do seu artigo e vou ficar sempre consultando seu blog.
    Forte abraço
    Ednaldo
    nalbezerra@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. olá, você está de parabéns!muito bom seu artigo. Pois a educação do Brasil, infelizmente não existe comparada a outros países...nós temos tudo para ter uma educação igualitária e de qualidade, mas os nossos governantes não tem interesse nenhum, ou seja, não terão proveito disso.
    eu estava buscando justamente o que você escreveu para a conclusão da minha pesquisa. E olha retornarei... grande abraço. bjos

    ResponderExcluir
  3. cara... sério mesmo, nada acadêmico seu artigo. Alto teor de senso comum e pouca apresentação de dados e fundamentação teórica.

    Alta exaltação ao Darcy Ribeiro de forma que não compreende a jogada política na qual estava inserido.

    Até.

    ResponderExcluir
  4. Não vou considerar seu comentário, seus blogs são totalmente inúteis, então não respeito sua avaliação amadora e irrelevante.
    De qualquer forma, obrigada por me visitar!

    ResponderExcluir
  5. Em tempo: não é um artigo, e sim uma resenha. Leia o nome dos blogs antes de entrar para evitar confusão com sua interpretação de texto.

    ResponderExcluir
  6. UM BOM EDUCADOR PROCURA SE INFORMAR E ENTENDER DE LEIS ANTES DE DAR OPINIÕES SEM FUNDAMENTOS.

    ResponderExcluir
  7. Quem tem que entender de leis é advogado amigão, se quer lei veio ao blog errado, se tem algo melhor disponibilize ao invés de criticar, a menina diz q aceita.

    ResponderExcluir
  8. Minha amiga,
    não consegui ler o texto inteiro, cansaço... mas quando tu falaste de "dom para o ensino", confesso, confesso: Quase morri, de ri.
    Cuidado com a pontinha dos dedos para digitar sobre Darcy!

    Abraços, continue estudando!

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito, já li seu livro Educação pelo Avesso e amei. me envie suas publicações atuais. Sou Professora Gílcima

    ResponderExcluir